Projeto Arara Azul na CAIMAN

 
Oi amores!!!

Tudo bem com vocês?

Durante esses dias rodeada por uma natureza pulsante com paisagens lindas para contemplar, tantos animais diferentes para observar, tantos passeios incríveis, a emoção de poder viver essa experiência dentro do nosso Brasil, em um Pantanal tão preservado e cuidado pela @caimanpantanal vai além do que eu consiga externar em palavras.

Espero que estejam, através das minhas postagens, sentindo toda essa conexão, amor e energia que estou vivendo nesses dias aqui. A cada passeio contemplamos um pouco mais do Pantanal, entendendo esse bioma precioso e aprendendo a admirá-lo através do amor de todo time da Caiman.

Hoje vou compartilhar sobre um projeto (@institutoararaazuloficial) incrível e muito importante na preservação ambiental: o Projeto Arara Azul, sediado na Caiman que há anos luta pela preservação da espécie.

Tive a honra de assistir a beleza dessas aves ao ar livre, fiquei emocionada e impactada com tamanha imponência. As maiores do mundo são vistas na @caimanpantanal

Fotos: Fabiano Chaves


Projeto Arara Azul

É um projeto que estuda a biologia e as relações ecológicas da arara-azul-grande, realiza o manejo e promove a conservação dela em seu ambiente natural. Também estuda a biologia reprodutiva das araras vermelhas, tucanos, gaviões, corujas, pato-do-mato e outras espécies que co-habitam com a arara azul no Pantanal.

Fundado em 1990 e coordenado pela Dra. Neiva Guedes, da Uniderp, o projeto monitora os ninhos para obter dados sobre a espécie. Dra. Neiva Guedes foi a responsável por retirar esse animal da lista de espécies ameaçadas de extinção e promover a recuperação dos números para todo o Pantanal, tornando a ave um símbolo da resistência pantaneira.

Recentemente, o município de Campo Grande foi reconhecido como a Capital das Araras. A espécie ainda ganhou um dia dedicado à sua proteção (22 de setembro), mais uma vitória do time @institutoararaazuloficial

A arara-azul é a maior espécie da família Psittacidae no planeta. Da ponta do bico até a ponta da cauda, um indivíduo adulto pode atingir 1 metro de comprimento e pesar 1,3kg. A arara-azul ou arara grande, como todo psitacídeo, vive rigorosamente aos casais. Uma graça de se contemplar.

Tudo que as araras querem é cruzar o céu ao lado de um único parceiro. Sim, pode demorar, mas quando escolhem um amor, tenha certeza: é para vida inteira. Juntas, as aves cuidam dos filhotes - enquanto uma busca o alimento, a outra protege o ninho - e seguem pela vida em uma relação de parceria e companheirismo, lado a lado.

Araras-azuis que passeiam pelo Pantanal tem sua alimentação constituída basicamente de sementes acuri (scheelea phalerata) e bocaiúva (acrocomia aculeata).


No final de 2006, o Projeto Arara Azul, contabilizou um total de 604 ninhos cadastrados, sendo 386 ninhos naturais e 218 artificiais.

Fiquei feliz em entender mais sobre um projeto tão grandioso para o nosso planeta. Espero que tenham se encantado junto comigo!


Quer saber mais visite: www.institutoararaazul.org.br

Com amor ♥